Se DEUS É PAI...


As vezes passamos por situações, que nos fazem pensar ,refletir sobre a nossa vida, sobre nossa postura no mundo.
Será que vemos as pessoas como elas realmente são? O que nos dá o direito de julgar, rotular alguém?
Foi pensando nisso que cheguei a uma conclusão: Deus não discrimina ninguém!
É só pensar na oração do Pai Nosso... Oração que rezo desde que me conheço por gente, mas que hoje teve um novo significado para mim.
Uma oração que nos foi ensinada pela boca do próprio Cristo!
Essa oração tão simples e tão complexa: PAI NOSSO...
-Pai de que? Dos Judeus? Dos Cristãos?
Pai dos Muçulmanos? Dos Budistas?
Pai de que grupo religioso? De que pessoas? De quantas pessoas?
Pai dos puritanos? Pai dos pecadores? Pai dos errantes?
Pai dos ricos ou dos miseráveis?
Dos intelectuais ou dos ignorantes?
Pai dos felizes ou dos depressivos?
Dos sãos? Dos deficientes?
Pai dos religiosos? Das prostitutas?
Dos padres? Dos homossexuais?
Pai dos ateus? Pai dos crentes?
Porque Jesus Chama o Deus Todo Poderoso de Pai?
Pai nosso. Pai da humanidade.
Se somos filhos do mesmo pai, somos consequentemente irmãos.
Somos iguais perante Ele.
Muitos destruíram, mataram, sufocaram emocionalmente e discriminaram em nome desse Pai.
Mas o Deus proclamado por Jesus não discrimina. Apenas acolhe e abraça.
Ama a humanidade como um todo, mas ama a cada ser humano com amor único. Não olha a multidão, vê cada um individualmente, mas na humanidade nos iguala, amando com amor de Pai. O Pai Nosso!
O projeto de Deus inclui toda a humanidade: "Eu neles e tu em mim, para que cheguem a perfeita unidade”.
Se Deus não discrimina, quem somos nós pra julgar???

Luciana Seloy
http://lucianaseloy.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário